Re#611 Leandro Emanuel Pereira – Dia da Purga | Poesia Contemporânea

O autor Leandro Emanuel  Pereira, de trinta e sete  anos de idade, com  formação universitária em  Psicologia Organizacional,  começou a escrever  poesia ainda adolescente,  todavia, somente publicou  formalmente os seus  poemas e reflexões  já em adulto, seja no  jornal Cerveira Nova; na  revista literária Brasileira  LiteralLivre; na Academia  Independente de Letras  de Pernambuco/Brasil;  no coletivo de escritores  Brasileiro Corvo Literário  ou mesmo na página de  desporto portuguesa  Receção Orientada.

 

►► Seja publicado! Ajude a poesia a se manter viva.

https://apoia.se/tomaaiumpoema

_________________________________

Leandro Emanuel Pereira – Dia da Purga

 

O ano todo anseio; 

Pelo dia da purga; 

Eufemismo carnavalesco; 

Que evita qualquer zanga… 

 

Visto a máscara; 

De quem pretendo ser; 

Lambuzo-me com a safra ridícula; 

Lascívia que faz o coração reacender… 

 

Eis que surge o incómodo juízo; 

A loucura deve ser expiada; 

Sobretudo certas pulsões passadas a crivo; 

Desígnios de uma moral afiada… 

 

A vida é um festival; 

Pelo menos uma vez por ano; 

Se nos restantes dias surdir um vendaval; 

Resignemo-nos ao transcendente ou redutor plano…

 

 

Use #tomaaiumpoema

Siga @tomaaiumpoema

_________________________________

Poema: Dia da Purga

Poeta: Leandro Emanuel Pereira

Voz: Jéssica Iancoski | @euiancoski


ATENÇÃO

Somos um projeto social.  Todo valor arrecadado é investido na literatura.

FAÇA UM PIX DE QUALQUER VALOR <3

[email protected] ou CNPJ 33.066.546/0001-02

Até mesmo um real ajuda a poesia a se manter viva!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.