40 Poetas Indígenas da Literatura Brasileira

  1. Márcia Kambeba

    Márcia Wayna Kambeba é indígena, do povo Omágua/Kambeba no Alto Solimões (AM). Nasceu na aldeia Belém do Solimões, do povo Tikuna. Mora hoje em Belém (PA) e é mestra em Geografia pela Universidade Federal do Amazonas. Escritora, poeta, compositora, fotógrafa e ativista, Márcia percorre todo o Brasil e a América Latina com seu trabalho autoral, discutindo a importância da cultura dos povos indígenas, em uma luta descolonizadora que chama para um pensar crítico-reflexivo sobre o lugar atual dos povos originários sul-americanos.




  2. Eliane Potiguara

    Eliane Lima dos Santos, conhecida por Eliane Potiguara, é uma professora, escritora, ativista e empreendedora indígena brasileira. Fundadora da Rede Grumin de Mulheres Indígenas. Foi uma das 52 brasileiras indicadas para o projeto internacional “Mil Mulheres para o Prêmio Nobel da Paz”. Formada em Letras e Educação, licenciou-se em Letras (Português e Literatura) e Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e tem Especialização em Educação Ambiental pela UFOP. Eliane Potiguara recebeu em dezembro de 2021 o título de doutora “honoris causa”, do Conselho Universitário (Consuni), órgão máximo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).



  3. Daniel Munduruku

    Daniel Munduruku é um escritor e professor brasileiro. Pertence à etnia indígena Munduruku. É extremamente engajado no movimento indígena brasileiro. Graduou-se em filosofia, história e psicologia pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL). Fez mestrado e doutorado em educação pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado em linguística pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). É diretor-presidente do Instituto Uk’a – Casa dos Saberes Ancestrais. É autor de 54 obras, sendo a maioria classificada como literatura infanto-juvenil.



  4. Ailton Krenak

    Ailton Alves Lacerda Krenak, mais conhecido como Ailton Krenak, é um líder indígena, ambientalista, filósofo, poeta e escritor brasileiro da etnia indígena crenaque. Ailton é também professor Honoris Causa pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e é considerado uma das maiores lideranças do movimento indígena brasileiro, possuindo reconhecimento internacional.



  5. Tiago Hakiy

    Amazonense, descende do povo sateré-mawé. Poeta, escritor e contador de histórias tradicionais indígenas. É autor de vários livros sobre a temática, voltados para o público infantil, como CurumimZice (Leya) e Guaynê derrota a cobra grande (Autêntica). Em 2012, foi vencedor do Concurso Tamoios de Textos de Escritores Indígenas. Formado em Biblioteconomia pela UFAM (Universidade Federal do Amazonas), mora no coração denso da floresta amazônica.



  6. Auritha Tabajara

    Auritha Tabajara, é uma escritora brasileira, poeta e contadora de histórias, conhecida por ser a primeira cordelista indígena do Brasil. O seu livro Magistério Indígena em Verso e Poesia foi considerado como de leitura obrigatória nas escolas públicas pelo o Estado do Ceará.



  7. Julie Dorrico

    Julie Dorrico, escritora, pesquisadora e curadora de literatura indígena, descendente do povo Macuxi. Nascida nas terras da cachoeira pequena, conhecidas como Guajará-Mirim, em Rondônia, com passagem por Porto Alegre (RS) e vivendo atualmente em Porto Velho (RO). É doutora em Teoria da Literatura pela PUCRS e Mestre em Estudos Literários pela UNIR/RO. Pesquisa Literatura Indígena Brasileira Contemporânea. Autora do livro “Eu sou macuxi e outras histórias”, publicado pela Editora Caos e Letras (2019). 1º lugar no concurso FNLIJ/Tamoios de novos escritores indígenas.



  8. Monsyerra Batista

    O poeta, compositor, cantor, fotógrafo ambientalista e artista plástico da Serra do Cipó (MG) faz parte como membro da CONBLA (Conselho Brasileiro de Letras e Artes – SP) e poeta certificado pela CONFRARIA DOS POETAS DE BH! Foi diretor do CLUBE CAIUBI DE COMPOSITORES em MG e tem parcerias musicais com vários artistas autorais! Monsyerrá Batista também fez parte do projeto original de descentralização dos eventos de cultura de BH, projeto de politica municipal de cultura, que ficou conhecido como ARENA DA CULTURA e foi premiado e passou a ser referência no Brasil e no mundo!  Além de ter sido LIDER COMUNITÁRIO e atualmente, é ambientalista e guia de ecoturismo no santuário ecológico lá da SERRA DO CIPÓ! Sua obra é criativa e seu talento como artista é de uma trajetória invejável, além de ser remanescente INDÍGENA de uma tribo já extinta conhecida como Goianás!



  9. Sony Ferseck

    Sony Ferseck ou Wei paasi (irmã em Sol), em makuxi, nasceu em 1988. Formada em Letras pela Universidade Federal de Roraima e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRR – PPGL/UFRR. Autora de “Pouco Verbo”, segundo volume da Máfia do Verso.



  10. Eva Potiguara

    Eva Potiguar é a identidade artística de Evanir Pinheiro. Escritora e poetisa, doutora em educação pela UFRN, membro da SPVA/RN e ALAMP, membro imortal da Academia de Letras e Artes do Brasil, da Seccional Campos de Goitacazes/RJ, membro da Academia de Letras e Artes de Lisboa/Portugal – NALAP, membro da Acádemie Luminescence de Letras, Artes e Ciência da França. Atua na área de formação de professores de Pedagogia e de Arte-educação. Suas principais publicações são, na poesia, Do casulo à borboleta e, na literatura infantil, Gatos diversos. Tem publicações em dezenas de antologias Recebeu diversos prêmios nacionais e internacionais, como ativista social pelas causas culturais e ecológicas do RN. Sua prática se expressa por meio de espetáculos e performances teatrais em saraus e recitais poéticos com produções líricas e lúdicas, especialmente, de caráter popular e indígena.



  11. Olívio Jekupé

    Olívio Jekupé, escritor Guarani e ativista, nasceu em 10 de outubro de 1965, em Novo Itacolomi, no Paraná. Mora atualmente na aldeia Krukutu, Parelheiros (SP). Olívio estudou Filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e na Universidade de São Paulo (USP), mas por inúmeras dificuldades não conseguiu concluir o curso, mesmo assim não desanimou, continuou escrevendo e participando de palestras no Brasil e exterior divulgando a cultura indígena e sua literatura nativa.



  12. Zélia Balbina Puri

    Zélia Balbina Puri (Ponã). Escritora, Poeta, atriz, produtora executiva e gestora de projetos audiovisuais e culturais diversos.



  13. Karollen Potyguara

    Karollen Potyguara é indígena potiguara do RN. Multiartista, poeta, escritora, artsã, doula e ativista APIRN. Movimento Wayarakunas Brasil. Uma das Cordenadoras da MHPNRN. Uma das Diretoras da APD. E uma das administradoras do perfil Literatura Indígina RN (@literaturaindigenarn)



  14. Mariana Cambirimba
  15. Nakê Banu Bakê
  16. Itayná Ranny
  17. Jovina Renhga
  18. Tania Sahire
  19. Xipu Puri
  20. J. A. Mielnik
  21. Débora Arruda
  22. Gleice Ferreira
  23. Ellen Lima Wassu
  24. Lucia Morais Tucuju
  25. Gustavo Caboco
  26. Ian Wapichana
  27. Paula Amalia
  28. Yaguarê
  29. Jamille Anahata
  30. Avelin Kambiwá
  31. Pacha Carbo
  32. Renata Tupinambá
  33. Aline Rochedo Pachamama
  34. Ju Kerexu
  35. Rosi Waikhon
  36. Myrian Krexu
  37. itocovoty_pataxo
  38. Juvenal Payaya
  39. Luciano Soemakib
  40. Amanda Simpatia

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.